Seu cão come demais?

Cães que comem muito e rápido podem demonstrar algumas características: ansiedade, estresse, competitividade e até mesmo falta de atenção do dono. Além disso a apresentação de distúrbios neurológicos no centro da saciedade, definido como alterações hipotalâmicas. O hipotálamo fica bem no centro do cérebro e além de muitas de suas funções também regula a fome e a saciedade. A questão é, com a quantidade de comida digerida o cão pode se tornar obeso ou passar por picos de adrenalina. A forma correta de alimentação é fundamental para o equilíbrio tanto emocional quanto corporal do animal. Segue abaixo algumas dicas de como regular a alimentação:

Horário Definidos – Devem ser estabelecidos horários para as refeições. O cão com distúrbio alimentar comerá em média de 4 a 5 vezes ao dia, sempre nos mesmos horários. Com o passar do tempo reduz-se para 3 refeições e depois 2 ao dia (cães adultos sem distúrbio alimentar comem 2 vezes ao dia). Conforme a frequência das refeições for diminuindo a porção do alimento aumentará, seguindo sempre a quantidade indicada no verso da embalagem de ração. Após o cão terminar de se saciar o pote de ração deve ser retirado e reposto somente na próxima refeição. Cães com distúrbios alimentares devem comer mais vezes ao dia para evitar que fiquem com muita fome na hora da refeição. Quanto mais fome eles ficarem pior será o comportamento, por isso divida a porção da ração em várias refeições no decorrer dia.

Dinamizar o local onde ocorre a refeição –  Outra dica é utilizar comedouros próprios para cães que comem muito rápido, ou colocar comida dentro de brinquedos ocos ou ainda espalhar montes de ração para o cão demorar a comer. Assim ele brinca, exercita e alimenta ao mesmo tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *