Como vacinar seu Pet

A Vacina é item obrigatório em se tratando de filhotes, principalmente em se tratando de cães e gatos das mais variadas raças oriundas de diversos países sempre aplicada e orientada por um médico veterinário. Em alguns casos o atendimento em domicílio é indispensável, uma vez que o animal não pode ter contato com outros animais ou pessoas estranhas até a primeira dose da vacina. É essencial que desde filhote o animal já comece a ser vacinado, por isso, aos 45 dias de vida ele já deve tomar as primeiras doses, que no caso são das polivalentes V8 ou V10, o imunizando de cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa canina, parainfluenza, coronavirose, adevovirose e leptospirose. Estes tipos de vacinas para cachorros tem o benefício de conter em uma só agulhada todos os antígenos, evitando que seja aplicada uma a uma e traumatizando o bichinho.

A segunda dose, que deve ser dada pelo menos 21 dias depois da primeira, também será administrada juntamente a da tosse, tão comum em cães, mas que se não tratada pode trazer intensas complicações.

Seguindo corretamente o calendário das vacinas para cães, a cada 3 semanas o seu peludo deve visitar o veterinário até encerrar o ciclo. Anote a sequência delas:

  • Vacina VX (1ª dose polivalente, sendo a V8 ou V 10);
  • Vacina VX (2ª dose) + Vacina TC (1ª dose da específica para tosse dos canis) + Vacina GI (1ª dose contra Giardia);
  • Vacina VX (3ª dose) + Vacina TC (2ª dose) + Vacina GI (2ª dose);
  • Vacina VX (4ª dose) + Vacina AR ( 1ª dose Antirrábica);
  • Vacina AR ( 2ª dose )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *